sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Aspectos técnicos do jornal

As edições da Folha Nova constavam de quatro páginas impressas em formato tablóide, no qual cada página mede aproximadamente a metade do tamanho de um jornal standard (ou seja, cerca de 37,5cm x 60cm).
Eram muitas as dificuldades enfrentadas na edição do jornal. Faltavam recursos provenientes de assinaturas e anúncios para fazer face às despesas da impressão, tais como o papel, a tinta e a energia elétrica. Mesmo assim os primeiros vinte anos de circulação da Folha Nova foram de intensa produção, sendo pequenas as variações durante ste tempo. Para isso contribuiu o desenvolvimento rural do município, que teve sua economia alavancada pela produção do café.
O jornal era impresso na tinta preta tradicional e cada página contava com quatro colunas. A primeira página era destinada aos principais colunistas, que podiam prolongar suas matérias para colunas de outras páginas, geralmente com a indicação constando no rodapé da coluna principal: continua na xª página. Nesta primeira página eram tratados os temas mais relevantes para a vida municipal e que geravam as mais vívidas discussões: a política, a economia, os esportes e as efemérides locais e nacionais.
As páginas seguintes apresentavam os eventos sociais. Os nascimentos eram anunciados referenciando os nomes dos recém nascidos, dos pais e dos avos. Nos falecimentos, a par com seu tom austero, eram apresentadas as condolências às famílias. Nos casamentos, além do comunicado em si, eram acrescentadas pequenas descrições do ato religioso e da recepção. Ainda, nestas páginas, eram publicados poemas de autores locais, anúncios de eventos locais, comunicados oficiais da justiça, dos cartórios e da prefeitura e outras propagandas.
A periodicidade era semanal, sempre aos domingos, e não foi constatada interrupção na sequência das edições. As assinaturas eram anuais e havia a venda de números avulsos.

3 comentários:

  1. Caro Gilberto Arantes , e com muito prazer e satisfacao que encontrei esse blog a respeito da folha nova . Em Carmo de Minas em casa de minha mae meu avo tem a colecao desde a procelaria ate as ultimas edicoes . Parabens pela iniciativa de relembrar a nossa Folha Nova . Joao Bosco Ferrer de Andrade , e mail : carmocity568@hotmail.com , qualquer informacao estou a sua disposicao . P.S. eu tenho fotos da casa de Dona Maria Luiza de 1890.

    ResponderExcluir
  2. olá, será que você poderia (ou teria) o jornal de 12 de novembro de 1968 ou proximo deste dia? Estou fazendo um levantamento histórico de minha família e mesma foi citada neste jornal. Por favor, gostaria do seu e-mail para trocarmos informações, se possível, claro.
    Obrigado.
    Aline Junqueira

    ResponderExcluir
  3. Aline, este blog é um ensaio de publicação de todas as edições da Folha Nova, e até mesmo da Procelária, que foi antecessora da Folha Nova (circulou a partir de 1895). A minha participação seria a digitalização e o preparo gráfico da publicação. A coleção da Folha Nova foi gentilmente cedida pelo senhor Alex Ricardo Ferrer (alexricardoferrer@hotmail.com) , que é filho de D. Maria do Carmo Ferrer, moradora em Carmo de Minas.
    Apesar da permissão de acesso à coleção da Folha Nova pelo Alex, meus compromissos profissionais impediram, até agora, a continuidade das publicações. No entanto, irei publicar a edição solicitada por voce.
    Precisamos de ajuda, principalmente de pessoas interessadas na história de Carmo de Minas. Além desse projeto da Folha Nova temos um outro projeto de publicação de fotos antigas, já com um vasto acervo.
    Meu e-mail pessoal é geajota@gmail.com. Estamos à disposição. Estou adicionando cópia dessa mensagem para o Alex.

    Saudações, Gilberto.

    ResponderExcluir